quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Quem conta um conto ...

      
         A primeira vez que a vi , foi numa tarde  comum até então . De repente ela entrou no ônibus com um jeito atrapalhado , carregando uma bolsa grande , algumas pastas . Não saberia lhe definir o estilo , mas a cor  era vibrante. Tinha jeito de estar com pressa , um ar de quem está sempre de saída . Ficou de pé , próxima a uma janela , o vento lhe incomadava . Se não fosse a cor diria eu que era uma garota comum , uma nora , uma filha , mas a cor já revelava algo especial ainda não identificado . E foi num único gesto que tudo ao redor se modificou  . O tempo parou pra que ela pudesse se revelar  no segundo em que começou a desfazer a trança do cabelo .
         Cada pedacinho desfeito fazia com que meu coração parasse e voltasse a bater cada vez mais forte. O rosto dela havia se modificado , parecia ter consciência do poder que tinha neste momento . Seus olhos brilhavam de uma maneira intensa e provocante . Olhos dengosos e ilegais . Passou a mão pelos cabelos já soltos e quando levantou o olhar , parecia um felino na espreita da caça , analisando cada ser ao redor como uma presa , mas nada lhe interessava tanto quanto o próprio ato de olhar , olhava tudo com desejo e voracidade . Me interessei neste momento em olhar tudo o que o rosto do desejo olhava . E se alguma presa fosse atraída para armadilha , e se nossos olhares se cruzassem ... Eu fatalmente seria pego .
        Não se deixava dominar por nenhum rosto ali presente , ás vezes demorava mais o olhar em alguém , mas o vento lhe despertava e não voltava a ter interesse pela presa já analisada . Começava a demonstrar um certo tédio por não encontrar nada que de fato lhe agradasse . E mais um gesto a revelou , mordeu de repente os lábios , naturalmente vermelhos e convidativos e novamente o prazer tomou conta do ser . O que será que lhe passava pela mente nesta hora , ou apenas desfrutava do poder de saber seu verdadeiro poder . Sabia que naquele momento para quem ela se virasse e olhasse diretamente se tornaria  seu escravo , mesmo que por apenas alguns instantes . Pra ser intenso não é necessário ser demorado !
        E quando eu começava a querer analisar racionalmente os fatos , ela respirou mais fundo e olhou para fora da janela com um jeito de quem está com saudade da liberdade , com tantos desejos a serem realizados que sentiu que precisava conter em si mesmo alguns para que o mundo a pudesse aceitar . Não porque tivesse medo de seus instintos , era como uma gata de rua sabia muito lamber suas crias e suas feridas , mas porque sabia que este era o modo mais fácil e inteligente de dominá-lo . Recolheu num olhar a paisagem para dentro de si e voltou a trançar o cabelo e junto a ele eu também ficava preso . e como era bom estar  assim , um cheiro de alecrim e canela inundavam meu ser , um refrescava o outro aquecia . Não foi neste dia que nossos olhos se cruzaram , mas foi neste dia que me perdi . É esta mulher que quero decifrar , que quero me envolver , sei o perigo que corro , mas quero me arriscar , em poucos minutos ela se tornou meu vício .
        O ônibus parou e ela voltou a ser a menina com pressa , mas agora eu sabia e queria mais . Ela desceu e ao cruzar a rua olhou para trás com o olhar de fera como que se despedindo , sabendo que ali ficou alguém que ela fisgara , seu jogo era claro , nos encontraríamos de novo . Que mistério a torna tão envolvente ? Alguns diriam que é uma bruxa , pra outros uma mulher comum , outros diriam louca , outros ainda não diriam nada , mas para mim ela é o Rosto do Desejo !

7 comentários:

MOHAN DAS disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pobre esponja disse...

Fato é que as pessoas que destoam do comum, se ao mesmo tempo são taxadas "loucas" por uns panacas, são amadas loucamente por outras pessoas.
Ela é a Joana D'arc: imortal!

abç
Pobre Esponja

Alessandra, disse...

Draupadi: Eu Vi os batons, fiquei com vontade de comprar o Rosa Queimado, mas ainda tô na incógnita.....Eu tenho o Espectra, porém eu acho ele desperdiça muito, pelo menos o meu...hummm sobre o esmalte do post do pincel....vou fazer suspenseeeeeeeeee..rsrsrsrs
brincadeira........na segunda eu vou postar a foto dele "Amor- Ellen Gold" bjs e seja bem vinda sempre..seu blog é bem diferente muito legal......adorei..

Alessandra, disse...

Draupadi: Segunda se Deus quiser eu posto sobre essa cor do esmalte heheheheh....nossa tem um gloss lindo naquela revista...mas eu tenho tantos que estou com medo de vencerem...bjão....

Jonas Alves disse...

Olha so,sempre te vejo no www.contemporaneoeindiscreto.blogspot.com e nunca vim aqui apesar de conhecer o blog de todos que frequetam lá...


mas que surpresa agrdavel hein? um bau de textos de alta qualidade hehe, a descrição dos dois textos que li ate agora,é impecavel unica,tem um pouco da agatha cris..você ja leu?

muito bom seu texto pessoas incomuns são loucas ao olhar rapido,uma bruxa? sei lá..ja vi tanta gente estranha e que me lembro até hoje ja vi tanta gente comum que não sei se me lembro mais...

To seguindo heinn!

Alessandra, disse...

OIIII...já postei no meu blog o esmalte...bjs

www.mdemulhermoca.blogspot.com

Bazar Pettit* disse...

Adoreiii seu blog!
Está um luuuxo!
Já te linkei e espero que vc me link tb!
Passe lá no meu blog, tem mta coisa bacana: saia de cintura alta, cintos de laços, e mta moda!

http://bazarpettit.blogspot.com

bazarpettit@hotmail.com

beijoquitas =*

Postar um comentário

"Não me importo com que o outros pensam "
Definitivamente essa frase não combina comigo.
Deixa aqui sua opinião !!!

 
Koisas de Kali - temas blogspot - mario jogos